©
Se você me chamar às 4 da manhã, porque está com saudades eu não vou me importar. Se você estiver triste eu vou tentar te alegrar. Se você precisar desabafar aqui estarei eu, pra te ouvir, pra te aconselhar se você pedir, se você precisar. Se você quiser ficar em silêncio, respeitarei seu silêncio e te abraçarei, te confortarei até você cair no sono. Se você precisa chorar, eu estarei aqui para enxugar suas lágrimas, com aperto no peito porque não há nada que me doa mais do que te ver chorar. Se deitada no meu ombro, você cair sono, eu não vou rir se o cansaço te fizer roncar. Se você precisar gritar eu não vou te impedir, eu te apoiarei, eu gritarei junto com você e no fim nos olharemos e riremos disso como dois loucos que somos. Se você ficar com tanta raiva a ponto de precisar esbravejar, bater ou xingar, te deixarei esvaziar sua raiva, mas no fim serei aquele que te acalmará e fará você se sentir melhor. Mesmo te achando linda quando está brava. Não importa como, eu vou te amar. Não importa como, eu estarei lá por você, te darei minhas mãos, meus ombros, meus braços, é tudo seu, principalmente o coração afinal ele sempre te pertenceu.
 Caio Araújo.  (via adesejar)